Cadastre-se

Passo a passo para abrir um negócio

Se você chegou até aqui é porque seja saber exatamente como abrir um negócio, certo? Então, saiba que essa é uma etapa muito mais simples do que você imagina.

No entanto, para isso você vai precisar contar com as recomendações certas para tirar a ideia do papel. Afinal de contas, o desejo de empreender não é suficiente, logo é necessário partir para ação.

É claro que as questões burocráticas são chatas, mas é preciso encará-las para ser dono do seu próprio negócio o quanto antes. Isto porque, você já deve saber que uma das maneiras de alcançar a independência financeira é abrindo uma empresa própria, seja ela de qual área for.

Sendo assim, você deve estar se perguntando: mas como começar a abrir um negócio? Para lhe ajudar, nesse post você encontra o passo a passo completo de tudo que você precisa para fazer essa abertura o mais rápido possível.

Busque um contador

É claro que você consegue abrir uma empresa sem precisar de um contador. No entanto, contar a ajuda desse profissional vai tornar a sua jornada bem mais simples.

Isto porque, ele participa de todos os processos, desde a constituição do negócio até as questões financeiras posteriores.

Aliás, ele é vantajoso em diversos níveis, como:

  • Questões fiscais – evitando que o seu negócio já comece no vermelho;
  • Questões tributárias – faz com que a sua empresa se encaixe no melhor regime tributário existente;
  • Questões judiciais – garante que você não tenha problemas com a justiça.

Então, fica realmente evidente que você vai precisar de um contato para abrir um negócio.

Elabore o contrato social

O contrato social nada mais é que um documento onde vai estar presente as condições e regras que estabelecem o funcionamento da empresa. Em outras palavras isso significa que ele vai determinar as obrigações que cada um dos sócios deve ter.

Portanto, esse contrato funciona com uma certidão de nascimento da sua empresa.

Assim, nele deve constar:

  • Qualificações dos sócios;
  • As atividades que cada um vai desenvolver dentro da empresa;
  • O tipo de negócio bem como o local onde ele vai operar;
  • As regras para as deliberações importantes;
  • Pró-labe;
  • A participação de cada sócio.

Para isso, você precisa ter um advogado, já que o documento deve ser reconhecido em cartório e assinado por esse profissional.

Faça o registro na Junta Comercial

O passo seguinte é fazer o registro na Junta Comercial ou até mesmo no Cartório de Pessoas Jurídicas aí da sua região.

A partir desse registro você vai obter o CPNJ da sua empresa, que é um número muito importante, pois serve como a identificação perante a Receita Federal.

Para fazer isso, você vai precisar ter o contrato social e os documentos de todos os sócios.

É importante frisar aqui que essas etapas até o momento não significam que você já pode abrir um negócio.

Afinal, é preciso respeitar os outros passos para que a sua empresa possa abrir as portas verdadeiramente.

Realize a inscrição municipal

O passo seguinte é realizar a inscrição municipal do seu negócio junto à prefeitura do município. O objetivo aqui é obter um número de identificação municipal, que permite que a sua empresa funcione normalmente.

Por essa razão, essa inscrição municipal pode ser chamada também de:

  • Cadastro mobiliário;
  • Cadastro do contribuinte mobiliário;
  • Alvará.

Para isso, você vai precisar provar que cumpre todos os requisitos que são exigidos pela lei para exercer a atividade da sua empresa. Assim, é preciso buscar se informar, já que esses critérios mudam de município para município.

Hora de fazer a inscrição estadual

A inscrição estadual é voltada especialmente para quem deseja abrir um negócio em alguns setores, como:

  • Comércio e indústria;
  • Prestação de serviços de comunicação;
  • Serviços de transporte intermunicipal ou interestadual.

O bom é que grande parte dos estados contam com um convênio com a Receita Federal. Dessa maneira, você consegue fazer essa inscrição estadual pela internet, basta ter o CNPJ em mãos.

Inclusive, é a partir dela que você vai receber até mesmo a inscrição do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços, conhecido como ICMS.

Licenças e inscrições nos órgãos de regulação

Outros documentos essenciais que você precisa ter para abrir um negócio são as licenças dos órgãos de regulação. Aliás, muitas delas se tornam primordiais para que você consiga o alvará de funcionamento, por exemplo.

No entanto, essas licenças nos órgãos sofrem variações de empresa para empresa. Para tornar mais simples o entendimento desse passo, veja algumas as mais comuns hoje:

  • Licença sanitária – É exigida especialmente para quem trabalha no setor de cosmético, alimentação e medicamentos. Para obtê-la é necessário ir até os órgãos Municipais, Estaduais e Federais da vigilância sanitária;
  • Vistoria de cumprimento das normas de segurança – É feita pelo corpo de bombeiro e grande parte das empresas precisam ter;
  • Licença ambiental – Geralmente é exigida das empresas que atuam na atividade industrial, sendo assim obtida nos órgãos Municipais e Estaduais do meio ambiente.

Além disso, para abrir algumas empresas você talvez precise fazer uma inscrição no Ministério do Turismo, Ministério da Pecuária, etc.

Para sanar todas essas dúvidas com relação ao seu negócio, o ideal é contar com a ajuda do contador.

Dicas para abrir um negócio

Por fim, veja algumas dicas que vão lhe ajudar abrir o seu negócio mais facilmente.

Isto porque, muitas empresas fecham rapidamente porque não levam em consideração certos detalhes, como:

  • Capital inicial – faça um cálculo exato de quanto você precisa para abrir o seu negócio;
  • Análise o mercado – estude o mercado de forma aprofundada para saber se a sua ideia realmente funciona ou não;
  • Conheça os custos envolvendo – existem muitos custos envolvendo a abertura de um negócio, tais como as obrigações legais e o pagamento dos funcionários, bem como dos seus direitos, por exemplo.

Conclusão

Abrir um negócio no Brasil não é tão fácil, mas com esse passo a passo você vai ser capaz de decretar o início do seu novo negócio de forma simples.

Entretanto, para isso acontecer, não pule nenhuma etapa, faça tudo dentro da legalidade e assim você evita problemas sérios posteriormente.

About Author

Marcos

Empreendedor e docente, é formado em Marketing, especialista em Gerenciamento de Projetos pelo IETEC, MBA em Gestão de Negócios pela UNA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *